Comissão de Assuntos Indígenas

Setembro 2022:  Violências e assassinatos, quem são os responsáveis?

ABA vem a público alertar para o riscos de mais mortes entre povos indígenas nos contextos de violência nas últimas semanas. No sábado (03/09), dois indígenas do povo Guajajara foram mortos no Maranhão, e um outro baleado. Os três são da Terra Indígena Arariboia (MA), sendo um deles integrante do grupo  “Guardiões da Floresta”. No …

Setembro 2022:  Violências e assassinatos, quem são os responsáveis? Leia mais »

Justiça e reparação para o Povo Indígena Pataxó

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto com sua Comissão de Assuntos Indígenas (CAI), manifesta sua indignação com os recentes acontecimentos envolvendo o povo indígena Pataxó, quando homens fortemente armados invadiram as aldeias Boca da Mata e Meio da Mata, no extremo sul da Bahia, numa ação promovida por fazendeiros e milicianos, criando uma situação …

Justiça e reparação para o Povo Indígena Pataxó Leia mais »

Pela proteção do povo indígena Parakanã e contra a escalada de violência que se preanuncia

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto com sua Comissão de Assuntos Indígenas (CAI), lamenta profundamente os fatos ocorridos recentemente, que estão em investigação, redundando na morte de três caçadores não indígenas, cujos corpos foram encontrados no interior da T.I. Parakanã. Manifesta também grande preocupação com a escalada de violência regional que se preanuncia, dando …

Pela proteção do povo indígena Parakanã e contra a escalada de violência que se preanuncia Leia mais »

NOTA WARAO RR

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), através da sua Comissão de Assuntos Indígenas e seu Comitê Migrações e Deslocamentos, vem, por meio desta nota, manifestar preocupação em relação às ações perpetradas por agentes da Operação Acolhida contra indígenas venezuelanos da etnia Warao que vivem no estado de Roraima. De acordo com lideranças indígenas Warao, agentes …

NOTA WARAO RR Leia mais »

Governo Federal entrega à própria sorte indígenas isolados em situações de vulnerabilidade e risco

A Associação Brasileira de Antropologia vem a público manifestar a gravidade da situação do grupo indígena isolado habitante da Terra Indígena Ituna/Itatá, localizada nos municípios de Altamira e Senador Porfírio, no estado do Pará. A restrição de acesso e uso do território por não indígenas foi decretada pela portaria nº 38/PRES/FUNAI, de 11 de janeiro …

Governo Federal entrega à própria sorte indígenas isolados em situações de vulnerabilidade e risco Leia mais »

Governo Federal abandona a população indígena à própria sorte em situações de vulnerabilidade e risco

No dia 29 de dezembro passado o governo federal demonstrou, mais uma vez, de que pretende levar adiante o seu projeto de revisar e desconstituir os direitos conquistados constitucionalmente pelos povos indígenas no país, em particular o direito à terra e aos seus territórios tradicionais. Em comunicado enviado às Coordenações Regionais (CRs), Serviços de Gestão …

Governo Federal abandona a população indígena à própria sorte em situações de vulnerabilidade e risco Leia mais »

Nota Técnica da Associação Brasileira de Antropologia sobre as ações afirmativas consignadas na Lei 12.711 de agosto de 2012 e atualizada pela Lei 13.409 de dezembro de 2016

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto com seu Comitê de Antropólogas/os Negras/os, Comitê Quilombos, Comitê de Antropologxs Indígenas, Comitê Gênero e Sexualidade, Comitê Migrações e Deslocamentos, Comissão de Assuntos Indígenas, Comissão de Direitos Humanos, Comitê Deficiência e Acessibilidade e Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, vêm por meio desta afirmar a importância da continuidade …

Nota Técnica da Associação Brasileira de Antropologia sobre as ações afirmativas consignadas na Lei 12.711 de agosto de 2012 e atualizada pela Lei 13.409 de dezembro de 2016 Leia mais »

Nota conjunta da CAI, CDH e Comitê de Migrações e Deslocamentos sobre a situação dos grupos Warao no Brasil

A Associação Brasileira de Antropologia, através de sua Comissão de Assuntos Indígenas, da sua Comissão de Direitos Humanos e de seu Comitê de Migrações e Deslocamentos, vem a público externar sua preocupação sobre a situação de abrigamento das famílias da etnia Warao no DF, diante das informações graves trazidas pelo documento da Defensoria Pública Federal …

Nota conjunta da CAI, CDH e Comitê de Migrações e Deslocamentos sobre a situação dos grupos Warao no Brasil Leia mais »

A ABA solicita ações imediatas dos poderes públicos para conter a grave situação de violência na Terra Indígena Serrinha, RS

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), com sua Comissão de Assuntos Indígenas (CAI), vem a público manifestar a sua grande preocupação com a situação de extrema violência na Terra Indígena Serrinha, no Rio Grande do Sul. Esta semana nos chegou pelas mídias e por testemunhos de indígenas da região, notícias sobre uma escalada de ameaças …

A ABA solicita ações imediatas dos poderes públicos para conter a grave situação de violência na Terra Indígena Serrinha, RS Leia mais »

Nota em apoio ao povo Iny-Karajá de Santa Isabel do Morro

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto com sua Comissão de Assuntos Indígenas (CAI), manifesta sua indignação com a operação policial realizada na manhã de 16 de setembro, na aldeia Santa Isabel do Morro, no Parque Indígena do Araguaia, município de Lagoa da Confusão (TO), que levou à morte do indígena Iny-Karajá Lourenço Rosemar Filho …

Nota em apoio ao povo Iny-Karajá de Santa Isabel do Morro Leia mais »

Skip to content