Informativos

Informativo nº 14/2021 | 12/08/2021

Informativo nº 14/2021 | 12/08/2021
 
Visite o Portal da ABA | www.portal.abant.org.br 
Acompanhe a ABA em suas redes sociais:
Informativo nº 14/2021 | 12/08/2021
destaques da ABA
Campanha ASSOCIE-SE À ABA

Está aberto até dia 02/09/21 o prazo para pedidos de filiação à ABA. Antropólogos/as podem se inscrever nas seguintes categorias de associados/as: EFETIVO/A, CORRESPONDENTE, COLABORADOR/A, PÓS-GRADUANDO/A ou ASPIRANTE. Para conhecer os procedimentos para solicitar a filiação e os benefícios de associar-se à ABA, visite http://www.portal.abant.org.br/pedidos-de-filiacao/.

Chamada para submissão de resumos: Webinário da ABA “Aprendendo e ensinando antropologia durante a pandemia: dilemas, desafios e oportunidades” – até 20 de agosto

Sob inspiração de uma iniciativa semelhante promovida pela EASA Teaching and Learning Anthropology Network, o seminário "Aprendendo e ensinando antropologia durante a pandemia" almeja fazer para o Brasil um balanço desse cenário, promovendo um espaço de troca de vivências, de reflexão, bem como de possíveis intervenções em torno dessa situação que afeta os processos pedagógicos próprios da disciplina, sob diferentes contextos e circunstâncias. Para isso, propõe-se um espaço experimental de debate online, que contemplará a apresentação de comunicações em grupos de trabalho, seguidos por uma plenária, para compartilhamento das principais discussões e eventuais encaminhamentos.

Confira a chamada completa no link abaixo, com informações sobre a formatação dos resumos, os eixos temáticos e o link para a submissão da inscrição. O evento será gratuito e está sendo organizado pela ABA por meio da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, do Comitê Deficiência e Acessibilidade e da Comissão de Direitos Humanos.

Curso de Extensão ABA – Metodologias, políticas, técnicas e contenciosos do digital: uma introdução

Estão abertas, de 19 a 24 de agosto, as inscrições para o Curso de Extensão Metodologias, políticas, técnicas e contenciosos do digital: uma introdução. As inscrições serão realizadas pelo site da ABA. 

O objetivo desta iniciativa é introduzir os/as participantes às discussões sobre alguns dos principais temas contemporâneos nos estudos sobre tecnologia e internet, especialmente relacionados às políticas e tessituras das tecnologias de comunicação e informação (TICs) e aos processos desiguais de acesso e uso dessas tecnologias. São de especial interesse as temáticas relativas às metodologias e técnicas para estudos para o digital, bem como as discussões éticas daí suscitadas. Conjuntamente, é essencial levar à frente o debate relativo às bases técnicas da internet e toda a matemática por detrás daquilo acessível ao usuário. Nesse sentido, serão abordadas as temáticas de segurança, controle, privacidade, plataformas, machine learning, inteligência artificial e o amplo conceito de fake. 

Este curso de extensão se destina às/aos associadas/os da ABA e alunas/os de graduação e pós-graduação. Serão disponibilizadas 90 vagas. 

Terá duração de 5 semanas, sendo realizado entre 20/10 e 17/11, às quarta-feiras, de 9 às 12h, pelo Zoom. Haverá certificado para as/os participantes. 

O curso é uma iniciativa do Comitê de Comunicação da ABA e será ministrado por Carolina Parreiras (Unicamp).

Curso de Extensão ABA-UEMA: “Pandemia e Territórios – a nova cartografia social em face do acirramento dos conflitos vividos por povos e comunidades tradicionais”

Na quinta feira dia 05 de agosto de 2021 a ABA deu início às atividades do Curso de Extensão "Pandemia e Territórios – a nova cartografia social em face do acirramento dos conflitos vividos por povos e comunidades tradicionais". O tema dessa aula inaugural, proferida pelo professor  Alfredo Wagner Berno de Almeida, foi: Obituário: Vida no Território da Morte.  O curso, que terá a duração de 10 semanas, é uma realização da Diretoria Norte e Comitê Quilombos da ABA, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Cartografia Social e Políticas da Amazônia da UEMA, e o Projeto Nova Cartografia Social e Políticas da Amazônia (PNCSA).

Clique aqui e veja o cronograma completo do curso.

Nota de repúdio a uma manifestação racista e misógina no meio acadêmico

Recebemos a denúncia de grave ataque a uma professora que se candidata à vice-diretora da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás. Invadiram a sua apresentação pública no espaço universitário com imagens obscenas e tentaram impedi-la de se manifestar.

Ocorre que, não por acaso, Luciana de Oliveira Dias é a única professora negra que integra a chapa “Dialoga FCS”. 

Trata-se de uma manifestação racista e misógina. A ABA repudia veementemente essas práticas inaceitáveis e criminosas. Luciana de Oliveira Dias, professora da Universidade Federal de Goiás, integra a atual Diretoria da ABA e também o Comitê de Negras e Negros da nossa associação. A ela a ABA exprime toda a nossa solidariedade e o nosso compromisso com a luta contra o racismo e a misoginia que atualmente ganha espaço em nosso país.

Atitudes como essas não podem ficar impunes. Solicitamos à Universidade e ao Ministério Público que investiguem essas atividades reconhecidamente criminosas bem como promovam a punição de seus responsáveis.

Brasília, 04 de agosto de 2021.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA

Leia aqui a nota em PDF.

Nota do Comitê de Antropólogas/os Negras/os da ABA em apoio à professora Luciana Dias – Universidade Federal de Goiás

Uma das nossas foi atingida em sua dignidade e plena humanidade em um ato de violência racial e misógina. Este comitê vem a público manifestar seu apoio incondicional à professora Luciana Dias, coordenadora da 1ª gestão do Comitê de Antropólogas/os Negras/os da Associação Brasileira de Antropologia – ABA.

Nosso apoio ampara-se em entendimentos já expressos em nossa carta de apresentação lançada em 2019. São eles: a noção de que a presença docente negra ainda é um desafio a ser superado, bem como o impacto na produção de conhecimento de forma mais plural e visível; A contribuição deste Comitê para a alteração desse quadro articula-se a uma atuação científica diversa, inclusiva e comprometida com valores caros ao campo da Antropologia, tais como ética, defesa de grupos sociais historicamente marginalizados, compromisso com a pauta de direitos humanos, centralidade na luta antirracista, consolidação da democracia, da educação pública e da autonomia universitária.

Diante disso, reiteramos nosso repúdio contra quem tenta calar as vozes e extinguir oportunidades de protagonismo feminino e negro como é o caso da chapa “Dialoga FCS” integrada pela professora Luciana Dias e que concorre à direção da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás. Sendo assim e respondendo ao questionamento racista dirigido à candidata, sim, ela é capaz. Sim, nós somos capazes de ocupar todos os espaços que quisermos.

Brasília/DF, 06 de agosto de 2021.

Associação Brasileira de Antropologia ABA e seu Comitê de Antropólogas/os Negras/os

Leia aqui a nota em PDF.

Ciências Sociais Articuladas

Produto de uma iniciativa de defesa das Ciências Sociais brasileiras articulada pela ABA, ABCP, ANPOCS e SBS em pareceria com o Observatório do Legislativo Brasileiro (IESP/UERJ).

  • A produção legislativa do Congresso sobre povos tradicionais: Se não há dúvida com relação à natureza da agenda governamental sobre o assunto, há uma mudança significativa de conjuntura em 2021, que impõe atenção redobrada à tramitação de projetos com impacto sobre indígenas e quilombolas nos próximos meses. (…) Com o objetivo de melhor desvendar esses assuntos, o Observatório do Legislativo Brasileiro (OLB) identificou e analisou todas as proposições relacionadas a eles que foram movimentadas na Câmara desde o início desta legislatura, bem como os discursos de plenário de deputados e deputadas federais que fizeram algum tipo de menção ao tema.
  • Reforma política: A um ano das eleições de 2022, o Congresso debate a toque de caixa uma série de proposições que sinalizam para uma das maiores mudanças no sistema político-eleitoral do Brasil desde 1988. Este boletim detalha as duas propostas (PEC 125/2011 e PLP 112/2021) em tramitação na Câmara dos Deputados, observando também o Senado, onde, de modo mais discreto, quatro proposições foram aprovadas recentemente, tendo sido, em seguida, remetidas também para a Câmara. O boletim também analisa os discursos proferidos por deputadas e deputados sobre temas caros às propostas de reforma eleitoral que estão na mesa.
Solidariedade com os familiares de Daiane e o povo Kaingang, e punição aos responsáveis

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto com sua Comissão de Assuntos Indígenas e seu Comitê de Antropologxs Indígenas, vem por meio desta nota expressar a sua indignação diante do cruel assassinato da jovem indígena kaingang Daiane Griá Sales, de 14 anos, ocorrido no Setor Estiva, na Terra Indígena do Guarita, em Redentora, no Rio Grande do Sul. Também manifestar solidariedade com os familiares de Daiane e com o povo Kaingang.

A morte de Daiane é parte da escalada de violências sofridas pelos povos indígenas nos últimos anos, alimentada pela presunção de impunidade que precisa ser enfrentada de forma contundente pela sociedade organizada e suas instituições.  

A Associação Brasileira de Antropologia vem aqui se manifestar e solicitar que os órgãos competentes acompanhem de perto as investigações, em particular o Ministério Público Federal (MPF), tendo em vista identificar, no mais breve, os responsáveis por mais este ato de barbarismo e crueldade contra a vida dos povos indígenas em nosso país.

Brasília, 08 de agosto de 2021.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA, sua Comissão de Assuntos Indígenas – CAI e seu Comitê de Antropologxs Indígenas

Leia aqui a nota em PDF

Nota CAV – Cinemateca Brasileira – Julho 2021

A Associação Brasileira de Antropologia, por meio de seu Comitê de Antropologia Visual, manifesta seu pesar diante do incêndio que, no dia 29 de julho, atingiu a Cinemateca Brasileira. Localizada na capital paulistana, no bairro de Vila Leopoldina, a instituição é detentora de arquivo audiovisual e textual de valor incalculável para a memória do cinema brasileiro.

ABA assina Carta de apoio à ação de preservação da Casa da Ciência e Revisão do Projeto Viva UFRJ

Criado em Porto Alegre em 10 de outubro de 2019, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro reúne entidades da sociedade civil em defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, e mais especificamente, nesta ação, contra o risco de se perder parte do patrimônio histórico e cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ, que é eminente. Fortes pressões de demolição de prédios históricos e que abrigam unidades produtivas da UFRJ estão ocorrendo desde os estudos elaborados para o Projeto Viva a UFRJ, proposta concebida na gestão do então reitor Roberto Leher, voltada para a valorização dos ativos imobiliários da Universidade, a qual foi dada continuidade na atual gestão.

Notícia incômoda sobre a aprovação da proposta do relator sobre a regulação da ética na pesquisa clínica na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania – CCJC da Câmara dos Deputados em 3 de agosto de 2021

No dia 2 de julho último, Hully Falcão, do Comitê de Ética em Pesquisa da ABA, descobriu que havia sido apresentado um Voto em Separado em relação ao Parecer do Relator Aureo Ribeiro, em nome do Deputado Orlando Silva (PCdoB – SP), no tocante ao que acreditávamos, na ocasião, ainda se chamar “Projeto de Lei N° 7.082, de 2017 – Dispõe sobre a pesquisa clínica com seres humanos e institui o Sistema Nacional de Ética em Pesquisa Clínica com Seres Humanos”.

Novos Debates

ESTAMOS RECEBENDO SUBMISSÕES EM FLUXO CONTÍNUO

Estamos aceitando submissões em todas as seções para o v.7. Destacamos a criação de novas seções que buscam ampliar o escopo de debates promovidos pela revista: Pedagógicas, Variações e Ofício. Confira mais em nosso site: http://novosdebates.abant.org.br/

Vibrant

Dossiers
Anthropology in times of intolerance:
challenges facing neoconservatism
Flows, Circulations and their Opposites:
Ethnographic Perspectives and Theoretical-Methodological Challenges
Caribbean Routes:
Ethnographic Experiences, Theoretical Challenges, and the Production of Knowledge

Leia-os clicando em: www.vibrant.org.br/lastest-issue-v-17-2020/.

eventos
Eventos no Brasil
Lançamento do livro “IPEA – Etnografia de uma instituição: entre pessoas e documentos”, trabalho de Carla Costa Teixeira e Sérgio Castilho sobre o instituto

Data: 25 de agosto de 2021, às 19h
Transmissão: https://www.youtube.com/tvaba

X ENABET – Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia

Data: 08 a 12 de novembro de 2021
Informações: https://www.even3.com.br/xenabet/
O período para submissão para as Mostras: até 06 de setembro de 2021

Eventos no Exterior
XII Jornada de Jóvenes Investigadores en Ciencias antropológicas

Data: 23 a 27 de novembro de 2021
Informações: http://jorjov.com.ar/

oportunidades
Concursos e seleções
Edital de Chamada Pública Fapesc nº 27/2021 – Programa Fapesc de Apoio a Ciência, Tecnologia e Inovação para Jovens Pesquisadores do Estado de Santa Catarina

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) torna público o lançamento da presente Chamada Pública e convida jovens pesquisadores de Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTI) catarinenses, públicas e privadas, sem fins lucrativos, a apresentarem propostas de pesquisa aplicada para o Programa Fapesc Jovens Projetos – SC, contribuindo para o desenvolvimento do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI), à solução de problemas da sociedade catarinense e brasileira, o poder público, o setor produtivo e a comunidade local em áreas prioritárias do estado de Santa Catarina. Prazo de submissão: 16 de agosto de 2021. Informações: Edital.

Pós-graduação
Seleção Doutorado na UERJ

O Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) faz saber aos interessados a prorrogação no período de inscrições até o dia 13 de agosto de 2021, do processo seletivo ao Doutorado Turma 2022, do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais. Informações: Edital Doutorado Turma 2022 / Edital Prorrogação Turma 2022.

Mestrado e Doutorado na UFPE

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Antropologia torna público o Processo Seletivo para Admissão – Ano Letivo 2022 ao corpo discente ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Curso de Mestrado e Doutorado. Período de inscrições: 30 de agosto a 24 de setembro de 2021. Informações: https://www.ufpe.br/ppga/noticias.

Doutorado na Universidade Nacional de Missiones

Acesso ao novo regulamento do Programa de Posgrado en Antropología Social da Universidade de Missiones – Argentina. Informações: http://www.abant.org.br/files/20210811_611404cae4e5a.pdf.

publicações
Chamada para artigos
Revista Equatorial

A Revista Equatorial, revista eletrônica semestral editada pelos estudantes de pós-graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está com chamada aberta para o dossiê “Estratégias de devotos e brincantes para a religiosidade em tempos de pandemia”. Prazo para submissões: 31 de agosto de 2021. Informações: https://periodicos.ufrn.br/equatorial/about/submissions.

Revista Hawò

A Revista Hawò, periódico eletrônico do Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás  divulga a chamada relativa ao dossiê “Gentes ameríndias e suas políticas”, a ser publicado, em dezembro de 2021, em seu segundo volume. Prazo para submissões: 30 de agosto de 2021. Informações: https://www.revistas.ufg.br/hawo/about/submissions.

Revista ANTHROPOLÓGICAS

A Revista ANTHROPOLÓGICAS destina-se ao desenvolvimento das discussões contemporâneas na Antropologia, em suas diversas áreas, está recebendo contribuições para o Dossiê: "Neoliberalismo, novas formas de subjetividade, reprodução de desigualdades ou, afinal, o que desejam as elites brasileiras e transnacionais?". Prazo para submissões: 30 de setembro de 2021. Informações: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaanthropologicas/announcement/view/563.

Revistas – Novos números
Revista de Estudos SocioCulturais – RESC

Nós, pesquisadoras e pesquisadores do GRUESC Grupo de Estudos Culturais da UERN, temos o prazer de apresentar o v1n1 da RESC Revista de Estudos SocioCulturais, nosso periódico semestral independente, de acesso livre e gratuito, para toda a comunidade acadêmica e para todos os interessados na pesquisa e na discussão em Estudos Culturais.

A RESC Revista de Estudos SocioCulturais estará hospedada no Portal Eletrônico das Edições UERN https://portal.uern.br. Este número de fundação da RESC Revista de Estudos SocioCulturais presta especial homenagem aos indígenas Warao aldeados na cidade de Mossoró/RN!

O v1n1 da RESC Revista de Estudos SocioCulturais presenteia os leitores com a seguinte produção:

Artigos: PEREIRA, Elcimar Dantas. Adolescentes em conflito com a lei: precariedade, biopolítica e medicalização dos corpos; AZEVEDO, Pietra Conceição. “Travesti não é bagunça”: reflexões etnográficas da performance identitária das travestis no contexto urbano mossoroense; SOUSA, Ângelo Gabriel Medeiros de Freitas. A expansão urbana de Mossoró e a produção de lugares excluídos do País de Mossoró; SANTOS, Sílvia Letícia Bezerra; COSTA, Guilherme Luiz Pereira. A mulher indígena como símbolo de resistência no rio grande do norte: gênero e trabalho na comunidade Mendonça do Amarelão; LIMA, Hellen Damália de Sousa Andrade. Violência simbólica e ambiente de trabalho: a face oculta da violência.
Tradução: LOWIE, Robert H. Edward B. Tylor. Tradução de Raoni Borges Barbosa.
Resenha: SANTOS, Aryelton Medeiros dos. Direitos, Gênero e Povos de Terreiros: breves considerações sobre Diferença, Diversidade e Liberdade.
Ensaio Fotográfico: SILVA, Eliane Anselmo; BARBOSA, Raoni Borges. Warao em Mossoró/RN: prelúdio de uma etnografia em imagens.

Cadernos do NUPPOME – publicação quadrimestral do Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória disponibilizada exclusivamente em formato eletrônico – ano 3 n. 8 (2021) – https://wp.ufpel.edu.br/nuppome/files/2021/08/Cadernos-do-NUPPOME-8-VF.pdf.

Podcasts

Antropólis
#17 – Arte, política e epistemologias insurgentes (com Paulo Raposo)

Mundaréu – Mundo na sala de aula
S02E10 –> Sementes da Amazônia

notícias da mídia/outras
Manifesto das Mulheres Indígenas do Brasil contra a barbárie cometida à jovem Daiane Kaingang, de 14 anos

A Articula&ccedccedil;ão Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (ANMIGA), viemos por meio deste manifesto repudiar e denunciar o crime de barbárie cometida na tarde desta quarta-feira (04), no Setor Estiva, da Terra Indígena do Guarita, no município de Redentora, contra a jovem de apenas 14 anos, Daiane Griá Sales, indígena Kaingáng, moradora do Setor Bananeiras da Terra Indígena do Guarita. A jovem Daiane foi encontrada em uma lavoura próxima a um mato, nua e com as partes inferiores (da cintura para baixo) arrancadas e dilaceradas, com pedaços ao lado do corpo.

 

Nota pública em defesa da CAPES

A CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), desde sua fundação em 11 de julho de 1951, desempenha um papel fundamental no crescimento científico e tecnológico do país. A CAPES nasce no âmbito do aparelho estatal federal em um contexto histórico dominado pelo modelo nacional-desenvolvimentista e, mesmo com todos os percalços das últimas décadas (incluindo cortes-orçamentários), é irrefutável que a agência tem sido exitosa em sua função técnica e social. Mais recentemente foi criado o programa PRINT (Programa Institucional de Internacionalização), concebido para desenvolver e implementar a internacionalização das áreas de conhecimento. A partir de 2019, a CAPES investiu R$ 300 milhões anuais neste programa. Esta ação é de suma importância para o desenvolvimento da pesquisa no país.

Atenção: As ideias, opiniões e informações expostas no informativo e nas redes sociais da ABA são de responsabilidade dos seus autores e autoras, não refletindo, necessariamente a opinião ou posição da ABA.

Associação Brasileira de Antropologia
Defender Direitos, Fazer Antropologia (2021-2022)

Presidente: Patricia Birman (UERJ)
Vice-Presidente: Cornelia Eckert (UFRGS)
Secretária Geral: Carla Costa Teixeira (UnB)
Secretário Adjunto: Carly Barboza Machado (UFRRJ)
Tesoureiro: Andrea de Souza Lobo (UnB)
Tesoureira Adjunta: Camilo Albuquerque de Braz (UFG)
Diretoras:
Fabio Mura (UFPB)
João Frederico Rickli (UFPR)
Luciana de Oliveira Dias (UFG)
Patrícia Maria Portela Nunes (UEMA)

Informativo ABA
Edição: Carine Lemos e Roberto Pinheiro
Diagramação: Roberto Pinheiro

Universidade de Brasília
Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Prédio do ICS – Instituto de Ciências Sociais – Térreo – Sala AT-41/29
Brasília/DF Cep: 70910-900
Tel/Fax: (61) 3307-3754

Para correspondência:
Caixa Postal 04491
70.842-970
Brasília/DF

Informativos dos anos anteriores

Informativos 2018
Informativos 2017
Informativos 2016
Informativos 2015
Informativos 2014
Informativos 2013
Informativos 2012
Informativos 2011
Informativos 2010
Informativos 2009 
Informativos 2008
Informativos 2007
Informativos 2006

Endereço postal:

Caixa postal 04491
Brasília/DF
CEP: 70842-970

Endereço físico:

UNB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa norte
Prédio do ICS - instituto de Ciências Sociais
Térreo - Sala AT-41/29 - Brasília/DF
CEP: 70910-900

Contato:

Fale conosco
E-mail: aba@abant.org.br
Telefone: +55 (61) 3307 3754del>
  Celular: +55 (61) 98594-9104

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 09h às 17hs

© Copyright 2019 Associação Brasileira de Antropologia - Todos os direitos reservados. Por GB Criação de sites e Temas Wordpress

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support