Informativos

Informativo nº 10/2021 | 17/06/2021

Informativo nº 10/2021 | 17/06/2021
 
Visite o Portal da ABA | www.portal.abant.org.br 
Acompanhe a ABA em suas redes sociais:
Informativo nº 10/2021 | 17/06/2021
destaques da ABA
ALA saluda las nuevas directivas de sus organizaciones miembros en Argentina, Brasil, México y Uruguay

La Asociación Latinoamericana de Antropología (ALA) saluda a las nuevas directivas electas en cuatro de sus 13 organizaciones miembros: el Colegio de Graduados(as) en Antropología (CGA) de la República Argentina, presidida por Silvia Hirsch, quien repite en el cargo; la Associação Brasileira de Antropologia (ABA), dirigida por Patricia Birman; el Colegio de Etnólogos y Antropólogos Sociales (CEAS) S.A., en manos de Manuel Buenrostro Alba (México); y la Asociación Uruguaya de Antropología Social (AUAS), con María Noel Curbelo al frente. ALA extiende sus felicitaciones a las directivas salientes de estas cuatro organizaciones ALA y reconoce el trabajo para consolidarlas, especialmente a sus presidentas anteriores: Maria Filomena Gregori de la ABA, Martha Patricia Castañeda del CEAS y Betty Francia de la AUAS.

Nota do Comitê Quilombos de Denúncia de violação de direitos territoriais e de tentativas de criminalização de lideranças Quilombo de Santa Rosa dos Pretos – Itapecuru-Mirim (MA)

Os conflitos no Quilombo de Santa Rosa dos Pretos em Itapecuru-Mirim (MA) agravaram-se desde o início de 2021, em razão das obras de duplicação da BR-135, também pelas invasões e comercializações clandestinas de áreas de terras dentro do território quilombola. (…) Diante do exposto a ABA manifesta-se contra os atos de judicialização e de criminalização das lideranças quilombolas e dá o seu apoio à defesa dos seus direitos ameaçados.

Nota Técnica da ABA, e seus Comitês “Povos Tradicionais, Meio Ambiente e Grandes Projetos” e “Quilombos”, sobre o decreto Nº 10.673, de 13 de abril de 2021

Em 13 de abril de 2021, foi publicado pelo Presidente da República o Decreto Nº 10.673, que “dispõe sobre a qualificação de unidades de conservação (UCs) no Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República e sua inclusão no Programa Nacional de Desestatização”. (…)

A Associação Brasileira de Antropologia conclui que estão em situação de risco os povos e comunidades tradicionais que habitam nos territórios dessas UCs e seu entorno e reitera que cabe ao Estado Brasileiro e as instituições a ele vinculadas, bem como à UNESCO, garantir aos grupos étnicos o direito à informação, consulta e transparência no processo de concessão das UCs, conforme preconiza a convenção 169 da OIT

Nota da ABA/CAI sobre os ataques à vida e aos direitos dos povos Yanomami, Ye’kwana e Munduruku

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), junto a sua Comissão de Assuntos Indígenas (CAI), vem por meio desta nota externar indignação e preocupação pelos atos de violência ocorridos nas últimas semanas, promovidos por grupos fortemente armados contra a população indígena na comunidade de Palimiú, na Terra Indígena Yanomami Ye’kwana (TIYY), estado de Roraima e na aldeia Munduruku Fazenda Tapajós, situada TI Munduruku (PA).

Entidades acusam governo federal de perseguir pesquisadores e de limitar atividade científica

A audiência pública contou com a presença de Maria Filomena Gregori, ex-presidente da ABA (2019-2020), e coordenadora do Observatório de Pesquisa, Ciência e Liberdade da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)

Associações e entidades que representam cientistas, professores e servidores públicos acusaram o governo federal, nesta segunda-feira (14), de atuar regularmente para restringir a atividade cientifica no País. Entre as ações apontadas estão cortes orçamentários, mudanças em normas infralegais e ataques diretos a profissionais e instituições (…) De acordo com os participantes da audiência pública, além de universidades e institutos federais, seriam alvos do governo federal órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renovável (Ibama), a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entre outros.

Maria Filomena Gregori, que coordena o Observatório de Pesquisa, Ciência e Liberdade da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), defendeu a proposta de Cardoso Júnior de mapear e categorizar todas as ações com caraterísticas de “assédio institucional” para se pensar em meios legais para combatê-las. “Os ataques individuais a pesquisadores têm sido feitos via ações judiciais ou interpelações às universidades”, comentou. Como exemplo, ela citou o caso do professor de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Conrado Hubner, alvo de representação no Conselho de Ética e de queixa-crime apresentadas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. “O professor Conrado tem se manifestado publicamente, baseado na sua expertise, em relação às negligências cometidas [pelo governo]. E ele é o autor do relatório enviado ao exterior sobre o que temos sofrido em termos de liberdade acadêmica no Brasil”, disse.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

4ª EDIÇÃO – BOLETIM CIÊNCIAS SOCIAIS ARTICULADAS

Este boletim é produto de uma iniciativa de defesa das Ciências Sociais brasileiras articulada pela ABAABCPANPOCS SBS em pareceria com o Observatório do Legislativo Brasileiro (IESP/UERJ).

Nesta 4ª edição, abordamos a reforma administrativa, proposta pelo governo por meio da PEC 32/2020. Detalhamos seu impacto potencial para Universidades e Institutos Federais de Ensino e Pesquisa. Também abordamos questões mais amplas sobre o serviço e emprego públicos e o comportamento do legislativo diante de tais temas.

MONITOR CT&I e UNIVERSIDADE – A4 Ciências Sociais Articuladas
NOTA 4: O PL do Licenciamento Ambiental: O que esperar? Por Leonardo Martins Barbosa e Fabiano Santos (24/05/2021)

A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira, 12 de maio, o PL 3729/2004, na redação do substitutivo proposto pelo relator, o deputado Neri Geller (PP-RS), a partir das emendas de plenário. O PL é polêmico por alterar de forma significativa a política de licenciamento ambiental no país. Dentre as mudanças que serão efetuadas caso a proposição seja aprovada no Senado Federal, estarão dispensadas de licenciamento ambiental um conjunto de atividades agropecuárias, obras menores ou relativas a setores específicos, como saneamento básico. Além disso, o PL torna o licenciamento ambiental mais célere e flexível, incluindo uma nova modalidade, o Licenciamento por Adesão e Compromisso (LAC). Os movimentos e organizações ambientalistas consideram que essas mudanças desmontam a fiscalização ambiental com impactos potencialmente devastadores para a política de proteção ecológica do país. O PL do licenciamento não chegou a receber pareceres das comissões designadas durante sua tramitação em legislaturas anteriores à atual. Em 2019, ele foi desarquivado e em julho de 2019 entrou no regime de urgência, segundo o artigo 155 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados (RICD). Sua tramitação praticamente cessou desde então, devido à gestão da agenda legislativa pelo antigo presidente Rodrigo Maia (DEM), voltada para os efeitos da pandemia, até ser trazida à ordem do dia em março de 2021. Estando em regime de urgência, a proposição dispensou pareceres das comissões a que fora designada no início de sua tramitação e em menos de dois meses recebeu o parecer de seu relator de plenário.

O Comitê Quilombos da Associação Brasileira de Antropologia convida para a colaboração para o e-book Quilombos – Violação de direitos e Pandemia Covid-19

O prazo para submissão de capítulos, relatos e registros visuais vai até 07/08/2021.

A publicação visa reunir capítulos, relatos e registros visuais que abordem situações paradigmáticas que conformam o atual contexto de retrocesso e de violação dos direitos das comunidades quilombolas brasileiras, assim como o seu agravamento provocado pelo advento da Pandemia do Covid-19 e pelas ações negacionistas e genocidas do governo federal no seu enfrentamento.

Os capítulos devem ser escritos em fonte arial, tamanho 12, entrelinhas 1,5, margem superior 3,0, inferior 2,5 e laterais 3.  Eles devem ter entre 10 e 20 laudas (incluindo imagens e bibliografia).

Os relatos e registros audiovisuais devem seguir as mesmas regras de formatação, mas devem ter entre 1 a 5 laudas. 

As informações institucionais e nomes dos autores dos arquivos devem ser fornecidas, bem como um resumo do currículo dos autores que não deve exceder 5 linhas.

As notas devem aparecer em tamanho 10 ao final de cada página. As referências bibliográficas devem aparecer no corpo do texto como seguinte formato (WEBER, 1977, p-160-162).

As referências bibliográficas devem constar ao final do texto com o subtítulo "referências".

Os arquivos devem ser encaminhados em formato word até o dia 07/08/2021 para o e-mail gtquilomboaba@gmail.com.

ABA assina Nota de apoio aos servidores, indígenas e indigenistas alvos de perseguições pela Presidência da FUNAI

Vimos a público externar grande preocupação e indignação com a notícia de que, mais uma vez, o Presidente da Funai denunciou à Polícia Federal indígenas, servidores e indigenistas que atuam na proteção e promoção dos direitos dos povos indígenas no país. Essa prática de criminalização é o modus operandi de uma gestão que se instaurou desde o início do Governo Bolsonaro e que não nega sua origem e aura policialesca.

O Comitê Povos Tradicionais, Meio Ambiente e Grandes Projetos da ABA subscreve a Nota Técnica Contra o Acordo firmado entre a mineradora chinesa Sul-Americana de Metais S.A e o Ministério Público Estadual de Minas Gerais

Da detida análise das cláusulas contratuais, algumas chamaram a atenção por sua gravidade quanto ao regramento dos processos de licenciamento ambiental que envolve as relações dos estados de Minas Gerais e Bahia com os povos e comunidades tradicionais, sobretudo, no contexto de pandemia mundial.

ABA assina Manifestação da SBPC, ABC, ABL e ANM sobre o apoio a periódicos nacionais

A Academia Brasileira de Ciências (ABC), a Academia Brasileira de Letras (ABL), a Academia Nacional de Medicina (ANM) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entidades que procuram contribuir sempre para o desenvolvimento científico e tecnológico do País, para a educação e para a cultura brasileira, manifestam sua grande preocupação com a falta de recursos financeiros para periódicos científicos brasileiros e com as notícias recentes sobre o fechamento de revistas científicas e sobre situações de descontinuidade em muitas outras.

ABA assina solicitação sobre indocumentados

Solicitação das entidades da sociedade civil em atenção à documentação das pessoas que se encontram sem documento de solicitação de autorização de residência ou de reconhecimento da condição de refugiadas.

SAIU A EDIÇÃO #3 DA REVISTA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA!

O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa foi celebrado no último dia 21 de janeiro. Apesar da pandemia e dos protocolos de distanciamento, eventos alusivos à data não deixaram de ocorrer, principalmente nas plataformas virtuais.
A terceira edição da Revista Intolerância Religiosa se dedica a trazer relatos de ações e reflexões sobre o 21 de janeiro pelo país. São 20 artigos elaborados por pesquisadores de estados como Bahia, Pernambuco, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Ceará, Piauí, Espírito Santo, Amapá, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.
Saiba mais: bit.ly/intoleranciareligiosa3
Leia em: revistaintoleranciareligiosa.com
#Koinonia
#koinoniapordireitos

Nota do Comitê Assessor (CA) Antropologia do CNPq à Associação Brasileira de Antropologia (ABA) sobre o julgamento e os resultados da chamada CNPq 16/2020 – bolsas no país e no exterior, que aconteceu em março de 2021

No contexto de grave crise social e econômica que atravessa o país, com especial impacto no campo das ciências humanas e sociais ao se considerar a área da C&T no Brasil, consideramos importante explicitar questões relativas ao recente julgamento da Chamada CNPq 16/2020 – Bolsas no País e no Exterior, que aconteceu em março de 2021. (…)

Consideramos fundamental que seja dada visibilidade ao volume de solicitações recebidas para julgamento pelo CA de Antropologia, assim como o cenário das avaliações. Os resultados do julgamento da Chamada CNPq 16/2020 – Bolsas no País e no Exterior é, infelizmente, muito ilustrativa da difícil situação que atravessamos.

Novos Debates

ESTAMOS RECEBENDO SUBMISSÕES EM FLUXO CONTÍNUO

Estamos aceitando submissões em todas as seções para o v.7. Destacamos a criação de novas seções que buscam ampliar o escopo de debates promovidos pela revista: Pedagógicas, Variações e Ofício.Confira mais em nosso site: http://novosdebates.abant.org.br/

Vibrant

Dossiers
Anthropology in times of intolerance:
challenges facing neoconservatism
Flows, Circulations and their Opposites:
Ethnographic Perspectives and Theoretical-Methodological Challenges
Caribbean Routes:
Ethnographic Experiences, Theoretical Challenges, and the Production of Knowledge

Leia-os clicando em: www.vibrant.org.br/lastest-issue-v-17-2020/.

eventos
Eventos no Brasil
IV Seminário Internacional sobre Povos Tradicionais, Fronteiras e Geopolítica na América latina: uma Proposta para a Amazônia

Data: 15 a 17 de junho de 2021
Informações: Cartaz / Programação

VIII RAMS – Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul

Data: 17 a 20 de Agosto de 2021
Informações: https://antropologiams.ufms.br/

45º Encontro Anual da ANPOCS

Data: 19 e 27 de outubro de 2021
Informações: https://www.anpocs2021.sinteseeventos.com.br/

X ENABET – Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia

Data: 8 a 12 de novembro de 2021
Informações: https://www.even3.com.br/xenabet/

X SERNEGRA

Data: 23 a 26 de novembro de 2021
Informações: https://www.even3.com.br/sernegra2021/ / sernegra2021@gmail.com
As inscrições podem ser feitas até 18/06/2021 pelo link: https://forms.gle/krK1fH4bAFzmJCHQ7

Eventos no Exterior
Congreso IUAES 2021 Yucatán

Data: 09 a 13 de novembro de 2021
Informações: https://www.iuaes2021yucatan.org/

American Anthropological Association’s Annual Meeting 2021

Data: 17 a 21 de novembro de 2021
Informações: https://annualmeeting.americananthro.org/

oportunidades
Concursos e seleções
Concurso para Professor no Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena / UFRR

Seleção de Professor do Magistério Superior, na área de Ciências Sociais, no Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena, na Universidade Federal de Roraima – UFRR. Inscrições: até 13 de julho de 2021. Informações: http://progesp.ufrr.br/index.php/1331-abertura-de-concurso-publico-para-professor-efetivo-varias-areas.

Pós-graduação
Mestrado em Justiça e Segurança (Área Antropologia) na UFF

A Universidade Federal Fluminense (UFF) torna público, para conhecimento dos interessados, que estarão abertas as inscrições para o processo seletivo do Curso de Mestrado em Justiça e Segurança do Programa de Pós-Graduação em Justiça e Segurança (PPGJS) do Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos
(InEAC). Para mais informações sobre o Programa: http://ppgjs.uff.br/. Inscrições: 15 de junho a 15 de julho de 2021. Informações: Edital.

publicações
Chamada para artigos
Mediações – Revista de Ciências Sociais

A revista Mediações, publicação quadrimestral do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, voltada para o debate sobre temas relevantes e/ou atuais das Ciências Sociais e de áreas afins, está com chamada aberta para o Dossiê: Policiamento de manifestações (Mediações, vol. 26, n. 3 – 2021/3). Prazo para Submissões: 15 de julho de 2021. Informações: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/announcement/view/306.

Revista Mundaú

Revista eletrônica semestral editada pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas, está com chamada aberta para seu número no.11 – Antropologia do gesto. Prazo para submissões: 30 de junho de 2021. Informações: https://ics.ufal.br/pos-graduacao/mestrado-em-antropologia/institucional/chamadas-abertas-revista-mundau.

Revista Antropolítica

A Antropolítica, Revista Contemporânea de Antropologia, vinculada ao PPGA/UFF, está recebendo propostas para dossiês temáticos. Serão selecionados três dossiês, referentes aos números 55, 56 e 57, a serem publicados em agosto e dezembro de 2022 e em abril de 2023, respectivamente.  A proposta deve ser enviada ao endereço da Revista (antropoliticauff@gmail.com). O documento deve conter: o tema proposto; título; nomes, titulações, resumos das biografias e currículos lattes atualizados dos (as) organizadores (as); apresentação e justificativa. Prazo para envio de propostas: 01 de setembro de 2021. Informações: https://periodicos.uff.br/antropolitica/announcement/view/533.

Horizontes Antropológicos

Horizontes Antropológicos (Qualis A1), periódico quadrimestral publicado pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), está recebendo propostas de artigos para o  n. 64 – Antropologia da Deficiência. Prazo para submissões: 30 de setembro de 2021. Informações: http://seer.ufrgs.br/horizontesantropologicos.

Revista Sociedade e Cultura

A revista Sociedade e Cultura torna pública a chamada de artigos para o dossiê temático “Representação na América Latina: eleições, marcadores sociais e moralidades em disputa” organizado por Tania Ludmila Dias Tosta, João Carlos Amoroso Botelho e Camilo Braz, da Comissão Editorial da Sociedade e Cultura, com previsão para ser publicado no vol. 25 de 2022. Prazo para submissões: 01 de outubro de 2021. Informações: https://www.revistas.ufg.br/fcs.

Revistas – Novos números

Anuário Antropológico – Revista quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de Brasília (PPGAS/UnB) – v.46 n.2 | 2021 – https://journals.openedition.org/aa/8280.

Mundaú – Revista eletrônica semestral editada pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas – n. 9 (2020): Encontro de Saberes: Transversalidades e Experiências – https://www.seer.ufal.br/index.php/revistamundau.

Podcasts

Antropólis
#15 – As cidades das mulheres (com Candice Vidal)

 

Bievcast
[temporada 2]
#01 – Anelise Froes

Campo podcast de antropologia
[Série sentidos do tempo]
#01 – Altamira, capital da transmazônica

Compósita
#10 – As encruzilhadas do tempo nas histórias de mulheres travestis e transexuais

Mundaréu
#14 – fala comigo, que eu falo contigo

Museológicas Podcast
Antropológicas.DOC – Katu
Cartografias das parteiras indígenas: o que aprendemos com as parteiras indígenas?

Observantropologia
#23 – Campo, suor e sangue

Olhares Podcast
Anarcofeminismo

Sensibilidades Antropológicas
#02 – A chegada ao Jequitinhonha
#03 – Carta sonora ao sr. Manoel Maceda

Urbanidades 
#53 – Militarização nas favelas durante a pandemia de covid-19

Livros – Lançamentos 2020

BOLLETTIN, Paride; SANABRIA, Guillermo Vega; TAVARES, Fátima (Orgs.)(2020). Etnografando na pandemia. Editora: Coop. Libraria Editrice Università di Padova.
https://www.cleup.it/product/22390172/etnografando-na-pandemia

notícias da mídia/outras
Nota de Repúdio da Comissão de Acessibilidade do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul aos Ataques Virtuais em Evento

É Grave!

Ontem à tarde, dia 08/06/2021, mais um evento do Programa de Pós Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGAS/UFRGS) foi invadido por hackers e haters, tendo sido dificultada sua realização. A mesa: “Relatos de Experiência: deficiência e acessibilidade” visava debater as políticas afirmativas para deficientes na pós graduação, compromisso que o PPGAS da UFRGS assumiu desde 2016, na busca por uma universidade e uma sociedade mais inclusiva e menos capacitista.

O PPGAS/UFRGS – tem um compromisso político e científico  no combate à sociedade marcada por linhas opressivas de poder que produzem corponormatividades excludentes das corporalidades múltiplas que nos conformam como pessoas e como sociedade. Temos atuado academicamente na realização de pesquisas e cursos sobre o tema, e politicamente no engajamento crítico das ações existentes em torno do assunto, para expansão da acessibilidade no seu desenho universal.

O evento foi divulgado e havia, no momento do ataque, mais de 50 pessoas na sala, de variados setores da UFRGS, que ainda conta com poucos servidores e estudantes deficientes, pelas variadas barreiras de acesso que a instituição possui, como muitas no Brasil. Era importante a visibilidade do debate. Tínhamos um compromisso científico e político de permitir o acesso ao evento ao maior número de pessoas, para que discutissem conosco, expondo as suas ideias e argumentos, suas experiências pessoais e perspectivas sobre o tema.

Infelizmente, devido ao ataque – que colocou sons agressivos idealizando Jair Bolsonaro, xingando Paulo Freire, feministas, negros e “esquerda” – fomos obrigados a trocar de sala virtual e fechar o acesso ao evento apenas para pessoas próximas. Em breve, disponibilizaremos a gravação, para divulgação dos debates realizados. Eles não vão nos calar!  Entretanto, devido ao ataque, o evento foi prejudicado pela ausência dos debates e ausência do alcance de participação pretendido.

Este ataque, apesar de ser mais um realizado aos eventos científicos, especialmente no campo das ciências humanas, desde 2019, não deve ser naturalizado. É grave. É um ataque à ciência. É um ataque às políticas afirmativas. É um ataque a um projeto de sociedade. É um ataque a uma universidade plural, diversa e feita para públicos que até outrora estavam completamente excluídos do ensino universitário. É um ataque à democracia.

É grave. É muito grave.

Comissão de Acessibilidade do PPGAS/UFRGS

Atenção: As ideias, opiniões e informações expostas no informativo e nas redes sociais da ABA são de responsabilidade dos seus autores e autoras, não refletindo, necessariamente a opinião ou posição da ABA.

Associação Brasileira de Antropologia
Defender Direitos, Fazer Antropologia (2021-2022)

Presidente: Patricia Birman (UERJ)
Vice-Presidente: Cornelia Eckert (UFRGS)
Secretária Geral: Carla Costa Teixeira (UnB)
Secretário Adjunto: Carly Barboza Machado (UFRRJ)
Tesoureiro: Andrea de Souza Lobo (UnB)
Tesoureira Adjunta: Camilo Albuquerque de Braz (UFG)
Diretoras:
Fabio Mura (UFPB)
João Frederico Rickli (UFPR)
Luciana de Oliveira Dias (UFG)
Patrícia Maria Portela Nunes (UEMA)

Informativo ABA
Edição: Carine Lemos e Roberto Pinheiro
Diagramação: Roberto Pinheiro

Universidade de Brasília
Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Prédio do ICS – Instituto de Ciências Sociais – Térreo – Sala AT-41/29
Brasília/DF Cep: 70910-900
Tel/Fax: (61) 3307-3754

Para correspondência:
Caixa Postal 04491
70.842-970
Brasília/DF

Informativos dos anos anteriores

Informativos 2018
Informativos 2017
Informativos 2016
Informativos 2015
Informativos 2014
Informativos 2013
Informativos 2012
Informativos 2011
Informativos 2010
Informativos 2009 
Informativos 2008
Informativos 2007
Informativos 2006

Endereço postal:

Caixa postal 04491
Brasília/DF
CEP: 70842-970

Endereço físico:

UNB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa norte
Prédio do ICS - instituto de Ciências Sociais
Térreo - Sala AT-41/29 - Brasília/DF
CEP: 70910-900

Contato:

Fale conosco
E-mail: aba@abant.org.br
Telefone: +55 (61) 3307 3754del>
  Celular: +55 (61) 98594-9104

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 09h às 17hs

© Copyright 2019 Associação Brasileira de Antropologia - Todos os direitos reservados. Por GB Criação de sites e Temas Wordpress

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support