Informativos

Informativo n° 05/2019 | 28/03/2019

Informativo n° 05/2019 | 28/03/2019
 
Acompanhe a ABA em suas redes sociais 
Informativo n° 05/2019  |  28/03/2019
Antropologia Brasileira pela Democracia
destaques da ABA
Campanha “Pacote Anticrime: solução Fake”
 
 

Comissão de Direitos Humanos da ABA assina como parceira a Campanha "Pacote Anticrime: solução Fake", lançada no dia 27 de março, na Câmara dos Deputados, em Brasília, visando à derrocada do projeto de lei 882, de 2019, tendo em vista que as propostas são soluções que aprofundam o estado calamitoso da Segurança Pública no Brasil. O movimento, integrado e apoiado por diversos movimentos sociais, coletivos e associações, é resultado da preocupação com os problemas reais como a violência e o alto índice de homicídios, os quais as políticas de segurança pública implementadas historicamente não conseguem reduzir.  
Leia aqui. Informações: https://www.facebook.com/events/410734629741207/.

 
 
Nota da Comissão de Direitos Humanos pede justiça pelos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes
 
 

Em 14 de março completou-se um ano da execução de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, assassinados covardemente no bairro da Lapa, Rio de Janeiro. Eles foram alvejados por tiros de uma submetralhadora dentro do carro que os conduzia para o bairro da Tijuca, onde a vereadora carioca morava e se recolhia após um dia de intenso trabalho. Marielle morreu na hora, ao lado de uma assessora e amiga, sobrevivente daquele atentado político. Na referida data, em inúmeras cidades do Brasil e de vários outros países, milhares de pessoas renderam homenagem à memória de Marielle e Anderson e demandaram justiça. A Comissão de Direitos Humanos da ABA acompanhou e apoiou esses atos em diversos locais do país.
Através de cartazes, fotos, bandeiras, performances, músicas e gritos, e através das redes sociais, a demanda por memória explicitou a trajetória de Marielle Franco e o legado de sua luta em defesa dos direitos da população negra, favelada, pobre, das mulheres, dos grupos LGBTs, entre outros grupos. Minorias sociais atingidas pela discriminação, intolerância e pela violência física e moral, seja por parte do Estado, seja por parte de grupos contrários e intolerantes com o respeito à diferença, à ampliação e universalização de direitos e à promoção da igualdade. A demanda por justiça exigiu a conclusão de uma investigação apurada sobre o crime. Hoje dois policiais militares, um dele reformado, encontram-se presos, denunciados como autores materiais do crime. Ambos vinculados a grupos milicianos do estado do Rio de Janeiro e com antecedentes na execução de outros crimes. Resta saber quem mandou matar Marielle.
A luta por memória e justiça supõe o reconhecimento e a homenagem ao legado da trajetória política de Marielle. Mulher, negra, favelada, ela sempre pautou sua ação na defesa dos direitos, do respeito à diversidade e à autonomia dos grupos vulnerabilizados por políticas públicas conservadoras, fascistas, racistas, machistas e genocidas.
A Associação Brasileira de Antropologia, através de sua Comissão de Direitos Humanos, apoia e participa da luta por memória e justiça fazendo jus e perpetuando esse legado. Por isso, exige justiça e saber quem mandou matar Marielle Franco. Luta assim pela defesa dos direitos, pela proteção de todas e todos os defensores de direitos humanos e pelo fim do genocídio que diariamente ceifa a vida da juventude negra e pobre.
Marielle e Anderson presentes! Hoje e Sempre!

Brasília, 25 de março de 2019.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA e sua Comissão de Direitos Humanos

Para acessar o PDF da Nota clique aqui.

 
 
A ABA soma-se à APIB e à ABRASCO na denúncia à tentativa de desmonte do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena por parte do ministro da saúde
 
 

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), em consonância com a sua Comissão de Assuntos Indígenas, vem se somar às análises e denúncias realizadas pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) a respeito dos sinais emitidos pelo Ministério da Saúde, no tocante ao atendimento à saúde dos povos indígenas, endossando-as.

A intenção de reduzir tal atendimento ao status de um departamento na atenção primária à saúde apresenta o sério risco de desmantelar toda a complexidade e o refinamento de um subsistema do Sistema Único de Saúde (SUS) desenvolvido ao longo de 20 anos.

Para acessar o PDF da Nota clique aqui.

 
 
A ABA condena e repudia o brutal assassínio de um líder indígena na Costa Rica
 
 

Em 18 de março passado, a liderança indígena Sergio Rojas Ortiz, de 59 anos, pertencente a etnia Bribri, foi brutalmente assassinado com 15 tiros de arma de fogo em sua residência, na comunidade de Yeri, Território Indígena de Salitre, na região Sul da Costa Rica.
Sergio Rojas era membro do Consejo de Autoridades Propias Defensoras de la Madre Tierra, de Salitre, e da Coordinación Nacional del Frente Nacional de Pueblos Indígenas (FRENAPI). Era uma das principais lideranças de um movimento indígena que luta pelo reconhecimento e o respeito aos seus direitos territoriais, pela desintrusão dos territórios indígenas ocupados por grileiros e fazendeiros, e pela sua autonomia política e territorial como povos originários.
Foi assassinado horas depois de ter denunciado ao ministério público no distrito de Buenos Aires, que ele e dois outros indígenas estavam sendo ameaçados de morte. Foi um assassinato político. O histórico de conflitos na região de Salitre não nos deixa dúvidas sobre isso.
Condenamos e repudiamos este ato de violência contra a vida deste líder indígena, seus familiares e contra os povos indígenas em Costa Rica.
A Associação Brasileira de Antropologia se alinha com aqueles que demandam esclarecimentos sobre este ato no mais breve possível, e que sejam identificados e punidos os assassinos e seus mandantes. Também, que seja dada proteção aos familiares de Sergio e à comunidade onde vivem.

Brasília, 25 de março de 2019.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA e sua Comissão de Assuntos Indígenas – CAI

Para acessar o PDF da Nota clique aqui.

 
 
ABA assina Recusa do Fórum de Ciências Humanas e Sociais e Sociais Aplicadas, Letras e Artes (FCHSSALA) ao convite da CONEP
 
 

Em resposta ao convite da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), do Conselho Nacional de Saúde (CNS), para participar da Reunião Ampliada da Instância CHS, a ser realizada no dia 26 de março corrente, vimos nos manifestar, como associações integrantes do Fórum de Ciências Humanas e Sociais e Sociais Aplicadas (FCHSSA), sobre o despropósito de tal convite.

 
 
ALA defende a autodeterminação e o princípio de nenhuma intervenção na Venezuela e a ABA é signatária ao documento
 
 
 
 
Inter-congresso da IUAES na Polônia
 
 

Diversos antropólogos e antropólogas brasileiros estarão participando do Inter-congresso da IUAES, World Solidarities, em Poznan, Polônia, entre os dias 27 e 31 de agosto de 2019.  A Presidente da ABA, Bibia Gregori, estará em um painel organizado pelos coordenadores da WAU (Junji Koizumi e Carmen Rial), juntamente com Gustavo Lins Ribeiro e Michal Buchowski (organizador do evento) que tratará de crises enfrentadas pela Antropologia em diversos contextos nacionais. A lista de painéis pode ser acessada em https://www.iuaes2019.org/open-panels/. Em breve divulgaremos a relação completa dos participantes brasileiros no congresso.

 
 
Anuidade 2019 – Campanha de desconto e reajuste
 
 

A Associação Brasileira de Antropologia – ABA representa a comunidade antropológica brasileira em âmbito nacional e internacional, promovendo e divulgando as contribuições do conhecimento antropológico e da atuação dos/as antropólogos/as na garantia de direitos fundamentais e na defesa da pluralidade e da diversidade cultural no país. Para realizar essas funções, a ABA precisa das contribuições de seus/suas associados/as. O pagamento com desconto pode ser feito até o dia 30 de abril de 2019. Confira as condições aqui.

 
 
Vibrant
 
 

Confira o novo número da Vibrant:
v.15 n.3 – 09-12/2018: Gramáticas de la (¿post?) violencia: identidades, guerras, cuerpos y fronteras – http://www.vibrant.org.br/lastest-issue-v-15-n-3-09-122018/.

 
 
eventos
Eventos no Brasil
 
 
A questão indígena no Brasil: impasses e perspectivas de futuro

Data: 04 de abril às 14h
Local: Campus da Fiocruz (Av. Brasil, 4365 – Manguinhos | Rio de Janeiro/RJ)
Informações: http://www.fiocruz.br/ioc/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=2907&sid=32

 
 
Seminário Pensar Brasil: Democracia e Soberania

Data: 10 e 22 de abril de 2019
Local: Associação ASA Rua São Clemente, n° 155
Informações: https://mailchi.mp/6a640e9a6620/convite-aberto-seminrio-pensar-brasil-democracia-e-soberania?e=fbf11e91f2

 
 
XIII RAM – Reunião de Antropologia do Mercosul

Data: 25 a 25 de julho de 2019
Local: UFRGS – Porto Alegre/RS
Informações: http://ram2019.com.br/
Prazo para submissão de resumos para GT: Prorrogado até 01 de abril de 2019

 
 
III Reunião de Antropologia da Saúde (RAS)

Data: 23 a 25 de setembro de 2019
Local: UFRN – Natal/RN
Informações: 3ras2019@gmail.com

 
 
Eventos no Exterior
 
 
VII Congresso da APA

Data: 04 a 07 de junho de 2019
Local: Lisboa/Portugal
Informações http://apa2019.apantropologia.org/a%E2%80%8Bpresentacao/

 
 
Inter-congresso da IUAES

Data: 27 a 31 de agosto de 2019
Local: Poznan/Polônia
Informações: https://www.iuaes2019.org

 
 
V Encuentro de Investigadorxs de la Región Litoral sobre problemáticas de Género

Data: 26 e 27 de setembro de 2019
Local: Facultad de Humanidades y Artes – UNR – Rosario
Informações: 2ª Circular

 
 
publicações
Chamada para artigos
 
 
Revista Interethnica

A Revista Interethnic@, Revista de estudos em relações interétnicas, divulga a chamada de artigos para o Dossiê: Resistência Afro na América Latina. Prazo para submissão: até 01 de julho de 2019. Informações: http://periodicos.unb.br/index.php/interethnica/index.

 
 
Revista Horizontes Antropológicos

A Revista Horizontes Antropológicos divulga chamada de artigos para o seu número 57 – Antropologia da Biossegurança. As submissões serão recebidas até o dia 31 de maio de 2019. Informações: https://www.ufrgs.br/ppgas/ha/index.php/pt/.

 
 
Déjà Lu

Editores de revistas bem qualificadas brasileiras podem selecionar e enviar um artigo já publicado para o sétimo número de Déjà Lu, a revista da WCAA. Déjà Lu oferece a possibilidade de leitura em livre acesso de artigos de antropólogos de diversas lugares do mundo. Acesse pelo site https://www.wcaanet.org.

 
 
Revistas – Novos números
 
 

Abya-Yala – Revista sobre acesso à justiça e direitos nas Américas chega a sua quinta edição, o segundo número do ano 2018, em um momento emblemático para as ciências e o pensamento crítico: momento em que o avanço de forças conservadoras e de comportamentos anti-democráticos ameaçam os direitos construídos e conquistados, compreendidos enquanto síntese de processos de luta historicamente travadas pelos povos latino-americanos – http://periodicos.unb.br/index.php/abya/issue/view/1691.

 
 
Lançamentos – Livros 2018
 
 

CAVALCANTI, Maria Laura; CORRÊA, Joana (orgs.) (2018). Enlaces: estudos de folclore e culturas populares. Rio de Janeiro: Editora: Maria Laura Viveiros de Castro.

 
 
Lançamentos – Livros 2017
 
 

COSTA, João Bosco Araújo da; JÚNIOR, Geraldo Barboza de Oliveira (Orgs) (2017). O perfil das comunidades tradicionais e o acesso às políticas públicas nos territórios rurais e de cidadania do Rio Grande do Norte. Natal: Editora Caravela Selo Cultural. (http://www.aba.abant.org.br/files/20190320_5c92692dc77cb.pdf)

 
 
notícias da mídia/outras
WUA assina acordo com o Repositório de Pesquisas Antropológicas da AAA
 
 

Depois de sete meses de intensas negociações, a WAU (WCAA e IUAES) firmou o acordo de participação no Conselho do OARR (MEMORANDUM OF UNDERSTANDING FOR THE OPEN ANTHROPOLOGY RESEARCH REPOSITORY ADVISORY BOARD). Pelo acordo, a WAU participará apenas do Conselho, não dividindo responsabilidades sobre o repositório. Um ponto importante a ser destacado é que o formato do repositório prevê que seja disponibilizado em livre acesso apenas pre-prints e textos já publicados, e não notas de pesquisa, como a AAA pretendia inicialmente. A WAU mantém aberta a possibilidade de se afastar do Conselho, caso venha a discordar os rumos futuros do repositório.

 
 
Nota da Apib: O Governo Bolsonaro e sua Política Genocida, Municipalização da Saúde Indígena é Genocídio Declarado!
 
 
 
 
SBPC e outras instituições encaminham documento sobre o PLS 315 à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal
 
 
 
 
SBPC encaminha documento ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação sugerindo a transferência do CGEN para o MCTI
 
 
 
 
Relato da Reunião do Fórum de Sociedades Científicas Afiliadas à SBPC
 
 
 
 
Nota do Movimento Indígena do RN em apoio ao povo indígena Bribi da Costa Rica
 
 
 
 
Atenção: As ideias, opiniões e informações expostas no informativo e nas redes sociais da ABA são de responsabilidade dos seus autores e autoras, não refletindo, necessariamente a opinião ou posição da ABA.

Associação Brasileira de Antropologia
Antropologia Brasileira: saberes e diálogos na defesa de direitos e diferenças (2019-2020)


Presidente: Maria Filomena Gregori (UNICAMP)
Vice-Presidente: Sérgio Luís Carrara (UERJ)
Secretária Geral: Thereza Cristina Cardoso Menezes (UFRRJ)
Secretário Adjunto: Luiz Eduardo de Lacerda Abreu (UnB)
Tesoureiro: João Miguel Manzolillo Sautchuk (UnB)
Tesoureira Adjunta: Izabela Tamaso (UFG)
Diretoras:
Angela Mercedes Facundo Navia (UFRN)
Manuela Souza Siqueira Cordeiro (UFRR)
Patrice Schuch (UFRGS)
Patricia Silva Osorio (UFMT)

Informativo ABA
Edição: Carine Lemos
Diagramação: Roberto Pinheiro

Universidade de Brasília
Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Prédio do ICS – Instituto de Ciências Sociais – Térreo – Sala AT-41/29
Brasília/DF Cep: 70910-900
Tel/Fax: (61) 3307-3754


Para correspondência:
Caixa Postal 04491
70.842-970
Brasília/DF

Informativos dos anos anteriores

Informativos 2018
Informativos 2017
Informativos 2016
Informativos 2015
Informativos 2014
Informativos 2013
Informativos 2012
Informativos 2011
Informativos 2010
Informativos 2009 
Informativos 2008
Informativos 2007
Informativos 2006

Endereço postal:

Caixa postal 04491
Brasília/DF
CEP: 70842-970

Endereço físico:

UNB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa norte
Prédio do ICS - instituto de Ciências Sociais
Térreo - Sala AT-41/29 - Brasília/DF
CEP: 70910-900

Contato:

E-mail: aba@abant.org.br
Tel/fax: +55 (61) 3307 3754
Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 09h às 17hs

© Copyright 2019 Associação Brasileira de Antropologia - Todos os direitos reservados. Por GB Criação de sites e Temas Wordpress

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support