Informativos

Informativo especial n° 10/2014 | 27/06/2014

 
 
  Eleições ABA – 01/07 a 06/08
Informativo especial n° 10/2014  |  27/06/2014
Eleições para Diretoria, Conselho Científico e Conselho Fiscal / Votações on line

Conforme divulgado em edital, através do Informativo nº 08/2014 – 14/05/2014, o sistema de votação on line – para eleição de nova diretoria (2015-2016) e renovação dos conselhos científico e fiscal da ABA, estará aberto de 01 de julho a 06 de agosto de 2014, às 12h.

A eleição é um momento importantíssimo para o andamento da nossa associação. Portanto, participe, não deixe de votar! A votação somente poderá ser feita pelo sistema eletrônico e sugerimos que os/as colegas não deixem para votar na última hora. Abaixo forneceremos as instruções para a votação, que não tomará mais do que 5 minutos do tempo de cada um.

IMPORTANTE: Conforme o estatuto da ABA, somente associados/as efetivos/as, colaboradores/as, pós-graduandos/as, correspondentes e honorários/as, em dia com a anuidade 2014 poderão votar.
Para participar da votação eletrônica será imprescindível que cada associado/a tenha seus dados de login (usuário e senha) do site da ABA, que são diferentes do site da 29ª RBA. Caso não se recorde de seus dados de login, veja nas instruções como obter novos dados.
Para saber sua situação em relação as anuidades e entre em contato com a Secretaria Administrativa da ABA através do e-mail:  aba@abant.org.br ou pelo telefone 61 3307-3754, de 09h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Chapa única para Diretoria da ABA (Gestão 2015/2016). Confira abaixo a proposta e os/as integrantes da chapa:

POLÍTICAS DA ANTROPOLOGIA

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA) completará em 2015 o seu 60º aniversário. Fiel à Antropologia produzida no Brasil, a ABA tem pautado sua atuação por uma forte presença na esfera pública, na defesa dos interesses e princípios, científicos e técnicos, da coletividade profissional de seus associados, e pela interlocução com os movimentos sociais e outras formas coletivas de mobilização, além da crítica intelectualmente fundada às agências da administração pública.  Do mesmo modo, tem produzido condições para o debate científico e político nos seus foros internos, desenvolvido em reuniões, seminários e oficinas, cujos resultados têm sido divulgados em veículos distintos, escritos e audiovisuais.
A ABA tem também indicado seus associados, consoante sua expertise, para representá-la em diferentes instâncias governamentais, de acordo com os imperativos da participação democrática da sociedade civil em instâncias da administração pública, bem como dialogado com associações científicas em cenários nacionais e internacionais.  Os modos de pensar e agir que orientam essas diversas formas de ação têm configurado políticas institucionais que, com maior ou menor ênfase, em uma ou outra direção, vêm sendo postas em prática pelas sucessivas diretorias de acordo com as prioridades elencadas para gestão.
Na última década assistimos à intensificação do crescimento econômico cujos efeitos sociais vêm sendo sentidos por amplos segmentos da população brasileira, pari passu ao desrespeito crescente aos direitos culturalmente diferenciados estabelecidos pela Constituição de 1988 por convenções e declarações internacionais das quais o Brasil é signatário, especialmente no que tange aos direitos territoriais de indígenas e de quilombolas, mas não só. Ao mesmo tempo, viu-se a expansão de cursos de pós-graduação pelo território nacional bem como o surgimento de cursos de graduação, nos dois casos com uma articulação inusitada com a formação em arqueologia, movimento que precisa ser melhor reconhecido e acolhido institucionalmente  pela Associação. Tal se refletiu na ampliação das possibilidades de emprego no cenário universitário, nas agências da administração pública e em organizações não governamentais, assim como em consultorias privadas e em empresas. Por outro lado, vimos a Antropologia ganhar destaque negativo em veículos da grande mídia, quando em ação contra interesses conflitantes aos de indígenas e quilombolas, principalmente, nas situações de perícia.   
Diante desse cenário complexo, em que políticas distintas se cruzam, é que nos propomos a compor a diretoria da ABA nos anos de 2015-2016, com o fito de dar seguimento aos esforços das diretorias anteriores, aportando contribuições a uma melhor adequação aos delineamentos presentes do fazer antropológico.  Julgamos oportuno apoiar balanços de nosso campo disciplinar e a reflexão sobre o nosso ofício nesse momento, sobre os conhecimentos e princípios éticos necessários às distintas práticas profissionais das antropólogas e dos antropólogos no cenário nacional.
É importante contribuir para a produção e disseminação de conhecimentos orientados à formação profissional, de modo a colaborar com o aperfeiçoamento e a criação de espaços específicos de formação. A adequação das nossas políticas institucionais face ao cenário contemporâneo implica, também, uma reavaliação da organização interna da ABA para fazer frente às demandas do campo científico e da esfera pública de modo mais amplo, buscando planejar iniciativas passíveis de manutenção e de replicação fora de sua esfera direta de ação, contribuindo para dinamizar os trabalhos e a comunicação de comitês, comissões, representações entre si e com o corpo dos associados. Assim, cremos ser possível contribuir para que as políticas da ABA estejam congruentes com os cenários em que a disciplina se realiza no Brasil contemporâneo.
Para tanto, dentre outras ações, propomos:

  1. Contribuir para a reflexão sobre campo da Antropologia no Brasil contemporâneo, por meio da participação e do apoio a reuniões, publicações e outros meios de divulgação audiovisuais e online.
  2. Estimular o planejamento de ações, a captação de recursos e a comunicação de resultados de trabalho de comitês, comissões e representações da ABA.
  3. Manter e fortalecer a presença da ABA na esfera pública como interlocutora crítica, fundada na expertise científica de seus associados, tanto de movimentos sociais e de outras formas de mobilização coletivas, quanto de agências da administração pública (do Executivo, do Legislativo e do Judiciário), e de outras associações científicas e de profissionais.
  4. Debater a prática profissional da Antropologia no Brasil em seus diversos espaços, produzindo subsídios de modo a contribuir para seu aperfeiçoamento.
  5. Dar continuidade à discussão da ética em pesquisa com seres humanos no Brasil, de modo a diferenciar a ética na pesquisa e nas demais práticas do exercício profissional da Antropologia no Brasil frente à das ciências biomédicas.
  6. Tendo em conta as grades curriculares das graduações em Antropologia ou em Ciências Sociais no Brasil, se empenhar no diálogo sobre a formação nesse nível com as associações científicas da área da Arqueologia e das demais Ciências Sociais.
  7. Produzir conteúdos para ampla divulgação dos conhecimentos antropológicos junto aos meios de comunicação de massa e para disseminação através dos veículos online da ABA.
  8. Estabelecer parcerias na elaboração de processos formativos para antropólogos em atuação em espaços extra-universitários de acordo com temáticas específicas.
  9. Colaborar para a produção de material didático para o ensino da Antropologia em seus diversos níveis.
  10. Manter, ampliando sempre que possível, as publicações periódicas existentes, o portal e a TV ABA.
  11. Manter e expandir, quando necessário, o programa editorial da ABA.
  12. Dar continuidade e ampliar os prêmios à produção de profissionais e estudantes de Antropologia.
  13. Continuar e aperfeiçoar os diálogos transnacionais da ABA, no sentido de melhor veicular a produção antropológica de seus associados.
  14. Contribuir para o avanço da organização de centros de memória (virtuais e materiais) da disciplina no Brasil

Diretoria
Presidente: Antonio Carlos de Souza Lima DA-MN/UFRJ
Vice-Presidente: Jane Felipe Beltrão PPGA/UFPA
Secretário: Sergio Ricardo Rodrigues Castilho ICHF/UFF
Secretária Adjunta: Paula Mendes Lacerda DPCIS/UERJ
Tesoureira: Andrea de Souza Lobo PPGAS/UnB
Tesoureira Adjunta: Patricia Silva Osorio PPGAS/UFMT

Diretores Regionais
Centro-Oeste: Carla Costa Teixeira PPGAS/UnB
Nordeste: Carlos Guilherme Octaviano do Valle DAN-PPGAS/UFRN
Sudeste: Julio Assis Simões DA/PPGAS/FFLCH-USP
Sul: Patrice Schuch PPGAS/UFRGS

Conselho Fiscal
Izabela Maria Tamaso PPGAS / Performances Culturais / UFG.
Renata de Sá Gonçalves PPGA/UFF
Thereza Cristina Cardoso Menezes PPGAS/UFAM

Sugerimos os seguintes nomes para eleição ao Conselho Científico:
Antonio Motta PPGAS/UFPE
Ciméa Bevilaqua PPGAS/UFPR
Eliane Cantarino O’Dwyer DA/UFF
Elisete Schwade PPGAS/UFRN
Manuel Ferreira Lima Filho FCS/UFG
Maria Luiza Garnelo Pereira Fiocruz/AM
Wilson Trajano Filho PPGAS/UnB

INSTRUÇÕES PARA VOTAÇÃO ON LINE – 01 de julho a 06 de agosto, às 12h:

Atenção:
O voto on line garante o sigilo de sua votação;
Após a finalização a votação não é possível modificar ou visualizá-la novamente;
Após concluir cada votação, o sistema informará que seu voto foi computado com sucesso;

É direito exclusivo dos associados/as efetivos/as, colaboradores/as, pós-graduandos/as, correspondentes e honorários/as votarem nas eleições, desde que estejam em dia com suas anuidades;

Acesse o site da ABA (www.portal.abant.org.br) e faça o login (lado esquerdo, canto superior, abaixo da logo da ABA) com seu usuário e senha;

OBS:
Usuário – Registrado no preenchimento do cadastro de associados/as da ABA. Caso não se recorde, substitua pelo seu nº de CPF;
Senha – Registrada no preenchimento do cadastro de associados/as da ABA. Caso não se recorde, clique no link Esqueci minha senha! que receberá um e-mail automático para registrar nova senha. Caso não lembre o e-mail cadastrado no banco de dados da ABA, por favor, solicite para a Secretaria Administrativa ( aba@abant.org.br);

Clique em Minha página (lado direito, canto superior);

Para votar na chapa de Diretoria: clique em Eleições/Eleições de Diretoria. Clique no botão Diretoria, depois em Votar. Para conhecer a Proposta da Chapa, assim como sua composição, clique em Detalhes da Chapa. Após a leitura, clique em Voltar. Para computar seu voto, clique no Tema (título) da Chapa ou Em branco;

Para votar no Conselho Científico (5 membros renováveis): clique em Eleições/Eleições de Conselho/Conselho Científico. Clique no botão Votar para visualizar os candidatos. Para computar seu voto, clique em Votar ao lado do nome do candidato escolhido ou Em branco. Para confirmar seus votos é preciso clicar no botão Confirmar votos, totalizando 5 votos. Sendo que é necessário votar 5 vezes e só é possível repetir o voto em branco;

Para votar no Conselho Fiscal (composição – 3 membros): clique em Eleições/Eleições de Conselho/Conselho Fiscal. Clique no botão Votar para visualizar os candidatos. Para computar seu voto, clique em Votar ao lado do nome do candidato escolhido ou Em branco. Para confirmar seus votos é preciso clicar no botão Confirmar votos, totalizando 3 votos. Sendo que é necessário votar 3 vezes e só é possível repetir o voto em branco;

Mudança de espaço físico da ABA

Comunicamos que a Sede da ABA se mudará de espaço físico, dentro da própria Universidade de Brasília – UnB, deixando o Prédio Multiuso II e se instalando no Novo Prédio do Instituto de Ciências Sociais – ICS. Devido aos tramites necessários para a mudança acontecer, informamos que entre os dias 01 e 03 de julho a Secretaria Administrativa da ABA não atenderá o público, retomando suas atividades no dia 04 de julho.
Agradecemos a compreensão de todos/as.

 

Associação Brasileira de Antropologia
Gestão Diálogos Antropológicos: expandindo fronteiras (2013-2014)

Presidente Carmen Rial (UFSC)

Vice-Presidente Ellen Fensterseifer Woortmann (UnB)
Secretário Geral Renato Monteiro Athias (UFPE)

Secretário Adjunto Manuel Ferreira Lima Filho (UFG)
Tesoureira Geral Maria Amélia S. Dickie (UFSC)
Tesoureiro Adjunto Andrea de Souza Lobo (UNB)

Diretores
Antonio Carlos de Souza Lima (MN/UFRJ)
Marcia Regina Calderipe Farias Rufino (UFAM)
Heloisa Buarque de Almeida (USP)
Carlos Alberto Steil (UFRGS)

Informativo ABA
Edição: Carine Lemos
Diagramação: Roberto Pinheiro

Universidade de Brasília
Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Prédio Multiuso II (Instituto de Ciências Sociais) – Térreo – Sala BT-61/8
Brasília/DF Cep: 70910-900
Tel/Fax:  (61) 3307-3754      

Para correspondência:
Caixa Postal 04491
70.904-970
Brasília/DF

Informativos dos anos anteriores

Informativos 2018
Informativos 2017
Informativos 2016
Informativos 2015
Informativos 2014
Informativos 2013
Informativos 2012
Informativos 2011
Informativos 2010
Informativos 2009 
Informativos 2008
Informativos 2007
Informativos 2006

Endereço postal:

Caixa postal 04491
Brasília/DF
CEP: 70842-970

Endereço físico:

UNB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa norte
Prédio do ICS - instituto de Ciências Sociais
Térreo - Sala AT-41/29 - Brasília/DF
CEP: 70910-900

Contato:

E-mail: aba@abant.org.br
Tel/fax: +55 (61) 3307 3754
Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 09h às 17hs

© Copyright 2019 Associação Brasileira de Antropologia - Todos os direitos reservados. Por GB Criação de sites e Temas Wordpress

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support