Comitê Patrimônio e Museus

Mapeamento das Coleções Etnográficas no Brasil

O Seminário Antropologia e Museus: desafios do contemporâneo, realizado em dezembro de 2018 durante a Pré-RBA propôs, entre outras iniciativas, a realização de um mapeamento das coleções etnográficas no Brasil. O principal objetivo deste levantamento é congregar num único local informações gerais sobre estas coleções, num Guia Digital online para consulta pública gratuita. A ABA encoraja os interessados em colaborar com essa iniciativa a contatar diretamente o Comitê de Museus e Patrimônios para outras informações, através da equipe responsável por essa iniciativa:

Regiões Norte e Nordeste:
Lucia Hussak van Velthem (MPEG/ PA) – luciavelthem@museu-goeldi.br
Priscila Faulhaber (MAST) – pfaulhaber@globo.com

Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste:
Adriana Russi (UFF) – adri.russitm@gmail.com
Marilia Xavier Cury (MAE/ USP) – maxavier@usp.br
Susilene Elias de Melo Kaingang (Museu Worikg, Kaingang. TI Vanuíre, SP) – susikaingang@gmail.com


ABA encaminha Nota de Repúdio e pedido de revogação do Decreto 64.186 ao Governador e ao Secretário da Cultura e Economia Criativa de São Paulo

A Associação Brasileira de Antropologia, através do seu Comitê de Patrimônios e Museus, vem a público repudiar e pedir a revogação do Decreto 64.186, de 16 de abril de 2019, realizado pelo Governador do Estado de São Paulo, que altera a composição dos membros do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). O Decreto reduz de 13 para 4 o número de representantes das Universidades Públicas do Estado de São Paulo – USP, UNESP e UNICAMP –, aumenta o poder do Executivo nas políticas culturais de tombamento e registro de bens e consolida a instrumentalização do Conselho. O Decreto fere a Lei no 10.247, de 22/10/1968, que define que o Conselho seria formado por “membros de comprovada idoneidade moral e com notórios conhecimentos relativos às finalidades do órgão” e implica em enorme retrocesso para as políticas de patrimônio, reduzindo a sua capacidade de atuação crítica e diversa.

Brasília, 26 de abril de 2019.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA e seu Comitê Patrimônio e Museus

Leia aqui a nota em PDF.


Nota de apoio à decisão do Museu Americano de História Natural

A Associação Brasileira de Antropologia manifesta total apoio à decisão do Museu Americano de História Natural de não sediar o evento, promovido pela Câmara de Comércio Brasil – Estados Unidos, que homenageará o Presidente da República do Brasil Jair Bolsonaro no próximo dia 14 de maio.

Contrariando a histórica missão do Museu Americano de promover e divulgar informações e pesquisas que valorizem a diversidade cultural e a defesa do meio ambiente, o atual presidente e sua equipe governamental promovem uma agenda política anti-científica que reduziu drasticamente o orçamento destinado à educação pública e à pesquisa científica, e que coloca sob suspeita professores e instituições de ensino e pesquisa. Além disso, Bolsonaro representa um sério risco para a preservação dos direitos humanos na medida em que ataca sistematicamente os direitos culturais e territoriais das populações indígenas, quilombolas e de demais povos tradicionais, condena as políticas de promoção da diversidade cultural, de gênero e racial, defende publicamente o fascismo e enaltece a memória dos torturadores do regime militar. Também defende uma agenda política contrária à defesa do meio-ambiente e a favor do agronegócio – negando os efeitos da mudança climática, liberando o uso generalizado de agrotóxicos e a exploração da Amazônia para fins lucrativos.

Consideramos que tal homenagem contradiria os princípios fundamentais de uma das mais prestigiosas e respeitadas instituições científicas que é o Museu Americano de História Natural, tão comprometido com a defesa dos direitos humanos, da diversidade cultural e da preservação do meio ambiente.

Brasília, 16 de abril de 2019.

Associação Brasileira de Antropologia – ABA e seu Comitê Patrimônio e Museus

Leia aqui a nota em PDF.


Relatório de atividades do Comitê Patrimônios e Museus / Gestão 2017-2018

Leia mais


Nota do Comitê Patrimônio e Museus da ABA sobre tragédia ocorrida com o Museu Nacional

O Comitê de Patrimônios e Museus da Associação Brasileira de Antropologia vem manifestar sua mais absoluta consternação diante da tragédia ocorrida com o Museu Nacional no domingo último, dia 2 de setembro de 2018, quando o museu foi totalmente destruído por um incêndio justamente quando completava 200 anos de existência. Esta tragédia que afeta diretamente a Antropologia, destruindo um dos centros de excelência da Antropologia brasileira, e abarca importantes áreas da pesquisa científica no país, é fruto da falta de investimentos públicos com uma das mais relevantes instituições públicas do país, e resultado dos cortes progressivo de verbas para a Educação e Cultura no país, em particular da redução drástica do orçamento numa das mais relevantes universidades públicas do país. Conclamamos a todos e a todas que se mobilizem por uma política pública de proteção ao Patrimônio Histórico, ao Patrimônio Cultural e aos museus no país que vêm sofrendo um desinvestimento por parte da esfera pública. Ressaltamos que a participação do Estado na área do Patrimônio e dos museus é vital para a memória, a história e a diversidade cultural no Brasil. Repudiamos os discursos e as práticas que visam criar estratégias de convencimento de que seria possível a retirada dos investimentos do Estado neste setor, atribuindo para o mercado o que é de responsabilidade dos Governos. Estes discursos e práticas só têm contribuído para a deterioração das condições de trabalho no campo dos patrimônios e museus, gerando uma situação de precariedade causada pela terceirização que não proporciona as condições para o estabelecimento dos vínculos necessários ao trabalho de preservação, de conservação e de pesquisa no campo patrimonial e museal. Além disso, a retirada progressiva do Estado deste campo não assegura as condições de manutenção da infraestrutura adequada para a proteção de um setor estratégico para a memória e a cidadania no país. O incêndio e a destruição do Museu Nacional, resultado do asfixiamento dos orçamentos e das condições de trabalho e da ausência de uma política pública de preservação e de proteção das instituições de patrimônio e memória no país impõe uma luta sem tréguas pela defesa intransigente da proteção aos patrimônios e museus no país.


NOTA DO COMITÊ PATRIMÔNIO E MUSEUS DA ABA SOBRE MEDIDA PROVISÓRIA ANUNCIADA PELO PODER EXECUTIVO

O Comitê de Patrimônios e Museus da Associação Brasileira de Antropologia vem a público manifestar extrema preocupação com relação à medida provisória anunciada no último dia 10 de setembro pelo Poder Executivo que visa criar a ABRAM – Agência Nacional de Museus- e extinguir o IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus. Alertamos para o fato que os Museus Etnográficos e os Museus de Ciência realizam valoroso trabalho de pesquisa e produção de conhecimento na área da Antropologia, além de protegerem, preservarem e difundirem valioso acervo etnográfico, coletado por abnegados antropólogos e pesquisas de campo. Ressaltamos, pois, o papel do Poder Público na gestão destes museus e seus acervos e na relação potencializadora das universidades públicas e gratuitas com os museus. Vemos, pois, com grande temor o perigo de uma Medida Provisória que esvazia as universidades públicas de seus museus, ferindo o princípio da autonomia universitária. Do mesmo modo, repudiamos o fim do IBRAM e da Política Nacional de Museus, ações construídas por profissionais de museus desde 2003 e que grandes contribuições vêm dando aos museus no país, com resultados concretos como a identificação da atividade museológica no país, com o Cadastro Nacional de Museus e diversas ações concretas de apoio a estas relevantes instituições. Ressaltamos que o momento é de esclarecimento da opinião pública e do Congresso Nacional para que mais esta medida autoritária, sem apoio dos profissionais de museus, venha a ser implementada no país gerando mais prejuízos e colocando em risco a missão pública e educativa dos museus, em especial dos museus antropológicos.


Comitê Patrimônio e Museus da Associação Brasileira de Antropologia – ABA

Brasília, 011 de setembro de 2018.

Clique aqui para o PDF da Nota.


Declaração de Proteção e Salvaguarda dos Patrimônios Culturais das Américas e Caribe

Leia mais


Nota da ABA, seu representante no Conselho Consultivo do IPHAN e seu Comitê Patrimônios e Museus, em apoio ao IPHAN

Leia aqui a íntegra da Nota encaminhada aos seguintes destinatários: IPHAN, Ministério da Cultura, Presidência da República, Prefeitura Municipal de Salvador/BA e Superintendência do IPHAN na Bahia.


Declaração sobre a proteção e salvaguarda do Patrimônio Cultural nas Américas e no Caribe

Leia aqui o Histórico relativo ao processo de construção dos debates, articulação e parceria entre países, associações e instituições.
Para ler a Declaração clique aqui.


Relatório de atividades do Comitê Patrimônio e Museus / Gestão 2015-2016

Leia mais


Nota da ABA e seu Comitê Patrimônio e Museus sobre a manutenção do IPHAN

A ABA encaminhou a nota aos seguintes destinatários: Presidente da República Federativa do Brasil, Ministro da Cultura, Presidente do IPHAN, Presidente do Senado Federal e Presidente da Câmara dos Deputados.
Leia aqui a íntegra da Nota.


Moção da ABA, e seu Comitê de Patrimônios e Museus, de apoio ao Museu Kuahí

ABA enviou a Moção ao Governador e ao Secretário de Cultura do Estado do Amapá.
Leia aqui.


ABA assina declaração sobre a necessidade de proteger e salvaguardar o patrimônio cultural nas Américas e no Caribe

Confira aqui a íntegra da declaração e seus signatários, em português, e seus signatários.
Confira aqui em inglês.


Reunião do Comitê de Patrimônios e Museus

A reunião foi realizada no Museu do Folclore, Catete – Rio de Janeiro/RJ, no dia 22 de setembro de 2015.
Leia aqui o relato.


Ofício de Vaqueiro Patrimônio Cultural da Bahia: breve histórico

Leia mais


Relatório de atividades do Comitê Patrimônios e Museus

Leia mais – Junho/12


GT Patrimônio da ABA promove encontro “Museus, Patrimônio e Fazer Antropológico”

Recife, de 25 a 28 de maio de 2010.

Leia mais


Apresentação e Debate sobre a Nova Lei Rouanet dia 08/06, a partir das 19h, no auditório da sede da Associação dos Advogados de São Paulo

Leia mais


Conferências do Seminário Memória e Patrimônio

Leiam as conferências do Seminário Memória e Patrimônio em Dois Cliques eventos realizados em Porto Alegre, Biev, PPGAS, UFRGS em 2008   http://doiscliques2008.blogspot.com

Endereço postal:

Caixa postal 04491
Brasília/DF
CEP: 70842-970

Endereço físico:

UNB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa norte
Prédio do ICS - instituto de Ciências Sociais
Térreo - Sala AT-41/29 - Brasília/DF
CEP: 70910-900

Contato:

E-mail: aba@abant.org.br
Tel/fax: +55 (61) 3307 3754
Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 09h às 17hs

© Copyright 2019 Associação Brasileira de Antropologia - Todos os direitos reservados. Por GB Criação de sites e Temas Wordpress

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support